Vídeo mostra que um homem dirigia carro que matou PM; suspeito está foragido

Por Alexandre Meireles 30/07/2020 - 21:38 hs

A Polícia Civil considera como foragido Marcelo Pantoja Rabelo, 40 anos, conhecido como “Marcelo da Sucata”, suspeito de ter provocado o acidente que matou o cabo da Polícia Militar, Idemar Alves Dias Neto, 35 anos, na tarde da última quarta-feira, 29, na Avenida Hélio Gueiros, no bairro do Coqueiro, em Ananindeua.   

A PC teve acesso a imagens da câmera de segurança do condomínio onde o veículo, uma Toyota Hilux, envolvido no acidente, foi localizado. No vídeo é possível ver que um homem conduzia o automóvel, derrubando a versão de uma mulher que se apresentou horas após o ocorrido na Seccional da Cidade Nova. Ela tentou assumir a culpa.

Ainda de acordo com uma fonte da Polícia Civil, Marcelo deixou o condomínio em outro automóvel, um Toyota Corolla, que foi abandonado no bairro do Tapanã, em Belém, e já é considerado foragido. Os dois veículos foram apreendidos. 

Câmeras de segurança também registraram o momento do acidente, quando a Hilux que, segundo a polícia, era conduzida por Marcelo faz uma conversão proibida e é atingida pela motocicleta em que estava o policial militar. O automóvel deixa o local sem prestar socorro. O PM chegou a ser socorrido, mas morreu antes de chegar ao hospital.

Ainda segundo a polícia, Marcelo já tem passagem pela polícia. Ele é investigado por suspeita de chefiar um grupo de extermínio que vitimou seis pessoas, em 2016; além de envolvimento em uma dupla tentativa de homicídio, em 2018. Em maio de 2019, Marcelo chegou a ser preso, no Ceará, pelos crimes que responde no Pará.