'O Brasil não resiste a um novo lockdown. Será o caos', afirma Bolsonaro

Por Alexandre Meireles 11/01/2022 - 21:58 hs

Durante uma entrevista, divulgada nesta terça-feira, 11, o presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que o Brasil não tem Forças Armadas suficientes para garantir lei e ordem caso o país enfrente uma rebelião provocada contra o fechamento de lojas e outros estabelecimentos comerciais.

“Já vejo aqui ensaio de governadores querendo fechar tudo novamente. Já deixo claro aqui: o Brasil não resiste a um novo lockdown. Será o caos. Será aqui uma rebelião. Uma explosão de ações onde grupos vão defender o direito à sobrevivência deles”, disse o presidente.

Bolsonaro ainda continuou: “O Brasil não resiste a um novo lockdown. Será o caos. Será uma rebelião, uma explosão de ações onde grupos vão defender o seu direito à sobrevivência. Não teremos Forças Armadas suficientes para a garantia da lei e da ordem”.

O presidente tornou a dizer que não se imunizou contra a covid-19. “Eu não tomei a vacina. É o meu direito”, afirmou. “Não vão forçar, porque eu não vou tomar. Nenhum homem aqui no Brasil ou uma mulher vai me obrigar a tomar a vacina”, completou.

Ainda durante a entrevista, Bolsonaro falou que “quem tem mais de 25, 30 anos não pode se enganar com o PT”. “Você vai querer voltar à cena do crime com esses caras? Vai dizer para eles ‘o que você roubou foi pouco, não valeu, pode roubar de novo’”, disse.

“Lula vem dizendo certas barbaridades, tipo desarmar população, regular a mídia”, pontuou o presidente.

 

Com informações do Gazeta do Brasil