Governo libera vacinação em adolescentes sem comorbidades

Por Alexandre Meireles 23/09/2021 - 08:03 hs

O Ministério da Saúde autorizou a retomada da vacinação em adolescentes, sem comorbidades, de 12 a 17 anos. O anúncio foi feito na noite desta quarta-feira (22) pelo secretário executivo da pasta, Rodrigo Otávio da Cruz, que substitui o ministro Marcelo Queiroga. O titular do ministério está de quarentena em Nova York (EUA), por testar positivo para a Covid-19 . 

"Concluímos que os benefícios da vacinação de adolescentes são maiores do que eventuais riscos dos efeitos adversos, então vamos retomar a imunização deste grupo. Todas as linhas de investigação apontam que não há relação entre a vacinação de adolescentes e o óbito de um jovem em São Paulo", disse o secretário em uma live transmitida nesta noite. 

Vale ressaltar que estados e capitais estavam ignorando a suspensão anunciada pelo ministro. Além disso,  o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, também já havia concedido autonomia às autoridades locais em relação à vacinação em adolescentes.  

Entenda o caso

Na semana passada, o Ministério da Saúde publicou uma nota informativa em que suspendia a vacinação em adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades.  Segundo a pasta, a vacinação deve se restringir a três perfis específicos: adolescentes com deficiência permanente; adolescentes com comorbidades e adolescentes que estejam privados de liberdade.

A suspensão ocorreu em um momento de falta de vacinas no país, principalmente de segundas doses. Por esse motivo, o ministro Marcelo Queiroga, à época, também decidiu não reduzir o intervalo para a segunda dose da vacina da AstraZeneca de 12 para 8 semanas.