Seja bem vindo
Guamá,15/08/2022

  • A +
  • A -
Publicidade

Proposta da SAF é recebida pelo Remo, passa por análise do jurídico e reunião é marcada pelo clube

Remo recebeu proposta de venda da SAF no valor de R$210 milhões e estuda a proposta do empresário Leandro Rodrigues


Proposta da SAF é recebida pelo Remo, passa por análise do jurídico e reunião é marcada pelo clube


A proposta de SAF no Remo, feita pelo empresário carioca Leandro Rodrigues através da empresa VL Gold Dubai, foi recebida pelo clube e já está em estudo. O Departamento Jurídico remista iniciou a análise da proposta e uma reunião foi marcada para que membros do Conselho Deliberativo (Condel) e do Conselho Diretor (Codir) discutam o tema e se posicionem em breve sobre o assunto. A informação foi confirmada por uma fonte e também pelo empresário.

A proposta de SAF no Remo, feita pelo empresário carioca Leandro Rodrigues através da empresa VL Gold Dubai, foi recebida pelo clube e já está em estudo. O Departamento Jurídico remista iniciou a análise da proposta e uma reunião foi marcada para que membros do Conselho Deliberativo (Condel) e do Conselho Diretor (Codir) discutam o tema e se posicionem em breve sobre o assunto. A informação foi confirmada por uma fonte e também pelo empresário.

“Foi uma conversa muito boa, transcorreu tranquilamente. Conversamos desde os ideais, objetivos de modo geral, conversa franca e amigável. Fiquei muito confortável conversando com essa pessoa e acredito que irá transcorrer com tranquilidade as próximas etapas, mas sigo aguardando um posicionamento do Remo”, disse sem identificar o  referido dirigente.

Aporte financeiro já este ano

Leandro informou que está disposto a investir 10% da proposta, cerca de R$ 21 milhões, no Leão, neste momento, para que suba à Série B ainda em 2022. Por isso há pressa. Porém, ele garante que isso não significa que a Sociedade Anônima será fechada agora, garantiu que o Remo terá autonomia e que a SAF poderá ser discutida pelo restante do ano normalmente.

“Me deixei à disposição e informei que estou tentando contribuir para que o Remo suba de divisão ainda este ano. Minha pressa é em relação a somente isso. O primeiro ponto é que o Condel converse entre si, que estabeleça um pré-acordo para fixar alguns pontos e deixar outros em aberto para negociarmos, para que com isso eu pudesse ter a possibilidade, assim como fizeram no Vasco, Botafogo e em outros clubes, de realizar um aporte financeiro para o Remo, para que possam ter maiores condições de acesso ainda esse ano. Caso o Remo se coloque favorável a isso, em um processo bem curto, já podemos liberar um aporte financeiro ao clube”, contou.

SAF não será de imediato

Leandro afirma que não quer a SAF seja estabelecida agora entre Remo e VL Gold Dubai, mas que o clube azulino possa sinalizar de forma positiva, para que ele possa dar andamento em alguns pontos.

“Após o processo avançar e ocorra a reunião presencial, estabelecemos pontos em comum, ajustando essa reunião presencial e vinculando um pré-acordo, para que o primeiro ponto seja alcançado logo, que é o Remo subir de divisão. Não importa se lá na frente será feita a venda da SAF ou não. Caso seja, em quanto tempo demoraria para chegarmos a esse acordo, seis meses? Um ano? Não importa. Deixei bem clara a minha intenção de poder liberar o dinheiro, para que o Remo tenha maiores e totais condições de acesso ainda esse ano, para que não tenha perda de tempo, pois é um atraso não só para o clube, mas também para o projeto”, afirmou.






COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login