Homem é denunciado em redes sociais por abusos sexuais em São Miguel do Guamá – veja!

A Polícia Civil está investigando o caso

Por Alexandre Meireles 08/06/2021 - 12:00 hs

Na última sexta-feira, 04, uma série de denúncias de abusos sexuais foram feitas em grupos de WhatsApp em São Miguel do Guamá, Nordeste do estado do Pará.

O acusado é proprietário de uma piscina no KM 4 da Magalhães Barata que é frequentado diariamente por populares em São Miguel do Guamá. De acordo com o relato da mãe de uma vítima em uma de suas passagens pelo balneário acabou flagrando o proprietário, um senhor de 50 anos olhando exageradamente para sua filha que estava na piscina e ele com a mão para baixo atrás do balcão, que parecia se masturbar, no mesmo instante a mulher foi até o homem pedir uma cerveja, foi quando percebeu que o acusado estava excitado.


Ao fazer a denúncia nas redes sociais imediatamente apareceram mais vítimas do mesmo cidadão. Inclusive uma mulher que se identificou como ex-esposa, relatou que:

“Infelizmente é verdade, fui a segunda esposa, até o dia que a filha dele e a minha filha me contaram quem ele era. Infelizmente! ”

Nossa equipe de reportagem mediante a situação, falou com a mãe de uma das vítimas dele e também com a ex-esposa que se manifestou anteriormente, segundo ela o homem foi descoberto após diversos avisos da filha biológica dele com a primeira esposa, que já conhecia os modos operantes do suposto abusador.

Ainda de acordo com os relatos da mãe e ex-esposa, os abusos com sua filha começaram quando ela tinha 9 anos de idade, onde o mesmo se esfregava na criança e se masturbava no banheiro. Porém ela só foi perceber quando a menina já na juventude arrumou um namorado, foi quando o suposto abusador mudou suas atitudes dentro de casa. Na última tentativa do padrasto, ele chegou a dizer para a enteada que não gostava dela como filha e sim como mulher e ainda ameaçou a jovem já com 18 anos, que se ela contasse para sua mãe, ele a expulsaria de casa.


A filha biológica que alertou sobre o abusador, também foi abusada por ele, de acordo com relatos da mesma Edimilson, o acusado, chegava a se masturbar ao lado da cama dela.

De acordo com as informações levantadas pelo portal, Edimilson, já teria sido preso a mais de 30 anos após tentar abusar de uma criança de apenas 07 anos na Miritueira zona rural de São Miguel do Guamá. Na ocasião o homem foi flagrado pela avó da criança no mato se despindo, enquanto que a criança já estava nua. De acordo com a denunciante, não há registro dessa prisão na Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) do Município.

A mãe que flagrou o suposto abusador olhando para sua filha na piscina não registrou ocorrência. Já a filha da ex-esposa com o apoio da mãe, fez boletim de ocorrência contra seu pai de criação e acusado. Depois da denúncia, já apareceram mais três vítimas dele, as quais ele passava a mão nelas quando tinham entre 12 a 15 anos.

Entramos em contato com o delegado Ronaldo Lopes, que informou que, um inquérito foi instaurado e que foi pedido a prisão preventiva do acusado.